O LAGO AVESSO
UMA HIPÓTESE BIOGRÁFICA
romance

© Editorial Caminho, 2013
Páginas: 384
Capa e paginação: Flatland Design
Com imagens cedidas por: Teatro Praga, Felix Ruckert, Maria João Soares, Luís de Barros
ISBN: 9789722126366
video-trailer por Rui Telmo Romão

.

.

Só quando se lança uma sombra se é real. A sombra mergulha-nos no imediatismo do aqui e do agora, e assim cria a verdadeira biografia de um ser humano, que está sempre inclinado a assumir que é apenas aquilo que pensa ser. É a biografia criada pela sombra a que realmente conta."

Marie-Louise von Franz, 1970

.

A biografia de Ella Bouhart não é neste livro narrada pelo que se conhece da sua extensa obra nem pela análise das suas aclamadas peças, mas pelo que ficou nos bastidores, pelo potencial que nunca chegou a ter palco.

Ella Bouhart, coreógrafa consagrada, vive num sexagésimo quarto andar, no centro de uma metrópole, de onde avista um enorme jardim. Ao centro desse jardim, ao fundo do palco, observa a cada dia as diferentes tonalidades de um lago. Esse lago representa o seu horizonte, até onde não é capaz de ir, os territórios da sua vida que se sente incapaz de ocupar.
Isso, e o seu avesso.

.

DESCARREGAR [ excertos ]

COMPRAR [ site da Caminho ]

O LAGO AVESSO
UMA HIPÓTESE BIOGRÁFICA
romance

© Editorial Caminho, 2013
Páginas: 384
Capa e paginação: Flatland Design
Com imagens cedidas por: Teatro Praga, Felix Ruckert, Maria João Soares, Luís de Barros
ISBN: 9789722126366
video-trailer por Rui Telmo Romão

.

.

Só quando se lança uma sombra se é real. A sombra mergulha-nos no imediatismo do aqui e do agora, e assim cria a verdadeira biografia de um ser humano, que está sempre inclinado a assumir que é apenas aquilo que pensa ser. É a biografia criada pela sombra a que realmente conta."

Marie-Louise von Franz, 1970

.

A biografia de Ella Bouhart não é neste livro narrada pelo que se conhece da sua extensa obra nem pela análise das suas aclamadas peças, mas pelo que ficou nos bastidores, pelo potencial que nunca chegou a ter palco.

Ella Bouhart, coreógrafa consagrada, vive num sexagésimo quarto andar, no centro de uma metrópole, de onde avista um enorme jardim. Ao centro desse jardim, ao fundo do palco, observa a cada dia as diferentes tonalidades de um lago. Esse lago representa o seu horizonte, até onde não é capaz de ir, os territórios da sua vida que se sente incapaz de ocupar.
Isso, e o seu avesso.

.

DESCARREGAR [ excertos ]

COMPRAR [ site da Caminho ]